Por uma rotina mais saudável

Oi gente, tudo bem?

Bom, de novo, para quem segue o Esposa Insana no Facebook, viu que eu postei esses dias uma foto do meu cafe da manha saudável e dei uma noticia que recebi recentemente e que me deixou muito, muito feliz: minha glicose baixou! E hoje resolvi contar sobre minha mudança de hábitos, principalmente na alimentação.

Café da manha saudável: crepioca com queijo branco e orégano, frutas picadas com mel, aveia e granola, e suco de laranja com cenoura.

Café da manha saudável: crepioca com queijo branco e orégano, frutas picadas com mel, aveia e granola, e suco de laranja com cenoura.

Eu sou italiana. Sim, eu tenho dupla nacionalidade. Sim, meu sobrenome de pai e de mãe são italianos. Sim, minha família é bem tipica italiana. Consequentemente, eu amo, sou louca, idolatro massas. Teve épocas da minha vida que eu comia massa todos os dias, sim. Alem disso, minha família é um bando de formigas. Todos amam doces, principalmente se for sorvete. Ninguem na minha família resiste a um sorvetinho. E eu não sou diferente. Voces precisam ver como são as comemorações na minha família. Um exemplo: o almoço de pascoa teve bife a parmegiana e ravioli com muito molho pra passar o pão italiano e de sobremesa teve um doce gelado (leite condensado, chocolate, creme de leite e sonho de valsa) e strudel de maçã com sorvete. Ou seja: minha vida foi baseada em massas e doces.

Alem disso, eu cresci tendo uma alimentação bem ruim. Minha mãe sempre trabalhou fora para conseguir pagar as contas de casa, então eu e meu irmão sempre ficamos com babas e empregadas e, sinceramente, a esmagadora maioria delas não estava nem ai pra cuidar da gente. Tinha uma que só nos dava biscoito: no cafe, no almo e na janta, era sempre biscoito (ou bolacha, como vocês preferirem); tinha outra que o que a gente pedisse, ela fazia, então eu comia um pote de coração de frango no almoço e um prato de risole de queijo na janta. Isso são só alguns exemplos de como eu me alimentava mal.

Cresci e continuei comendo mal, como me habituei a fazer. Eu estudei a maior parte da minha vida de tarde, então, não raramente, eu comia apenas no colégio algum lanche, como coxinha. Quando estudei de manha, eu acabava ficando a tarde toda no colégio e, de novo, comia alguma porcaria na cantina. De noite, acostumei a comer congelados, como nuggets, pão de queijo ou aquelas pizzas prontas de colocar no forno. Raramente eu fazia refeiçoes decentes.

Cresci mais, comecei a trabalhar, a fazer faculdade e me alimentar bem foi ficando ainda mais difícil. Acabava almoçando em fast foods e jantava um croissant na faculdade antes de voltar para casa. Meus péssimos hábitos eram cultivados pela minha mania de dizer que eu não sabia cozinhar e que não tinha mão para isso. Quando não comia besteiras na faculdade, eu jantava um miojo quando chegava em casa. E os congelados nunca saiam da minha vida, sempre regados com chocolates de sobremesa.

Imagem: Pinterest

Imagem: Pinterest

Tudo isso começou a mudar quando conheci meu (santo) marido. Acho incrível o quanto uma unica pessoa consegue mudar sua vida de maneira tao drástica. O Rafael sempre se alimentou bem. Ele é daqueles que não tem frescuras na hora de comer e que curte comer uma salada. Claro, ele enfia o pé na jaca as vezes: ele ama hambúrguer e também é bem formiguinha, mas consegue ser muito controlado quando quer.

Logo depois que conversamos pela primeira vez, passamos a almoçar juntos todos os dias (nós trabalhávamos na mesma empresa) e ele estava fazendo aquela dieta maluca chamada dukan. Ou seja, ele só comia carnes, queijos e salada. Alem disso, o Rafa tem o habito de não usar basicamente nada de sal e nunca colocar açúcar em nada. Foi ele quem me apresentou vários bons restaurantes do centro de Sao Paulo e, assim, parei de comer massa todos os dias. A exemplo dele, passei a comer salada eventualmente e evitar as frituras. Também troquei os doces de sobremesa pelas frutas.

Mas eu ainda tinha a rotina louca de faculdade, então eu continuava comendo coxinha, croissant e chocolate todo dia, fora o miojo de algumas noites. E, nos finais de semana, eu continuava enfiando o pé na jaca e comendo hambúrguer, pizza e massas. Ou seja: minha pequena mudança na hora do almoço não adiantava nada.

Se tem um medico que nunca deixo de ir é a ginecologista, pois tenho muitos problemas nessa área. Eis que, quando fui entregar os exames de sangue que minha médica havia pedido, minha glicose estava em 97mg. Claro, levei uma bela bronca. Esse é um valor alto para alguém com a minha idade (25 anos, na época). Assim, eu diminui drasticamente a quantidade de doces que eu ingeria, mas continuei comendo muita massa. Logo, nos exames seguintes que fiz minha glicose estava em incríveis 115mg! A unica coisa que minha medica me falou quando viu esse resultado foi: se você não melhorar isso você vai morrer logo.

Imagem: Pinterest

Imagem: Pinterest

Confesso: nem isso me fez mudar meus hábitos. Era muito difícil pra mim lidar com tanta coisa e ainda ter que ficar me preocupando com o que eu podia ou não comer. Então fui empurrando com a barriga. So consegui mudar meus hábitos alimentares quando, finalmente, larguei tudo e me mudei para Sao Jose dos Campos. Aqui eu não tinha mais desculpas para não me alimentar bem. Eu não estava mais trabalhando e nem estudando, tinha todo o tempo do mundo para me alimentar da forma correta. E, assim, também comecei a me aventurar na cozinha, podendo escolher o que eu comeria.

Depois que comecei a cozinhar tudo ficou muito mais fácil. Bani as comidas prontas da minha vida e, agora, a unica coisa congelada que comemos são uns pães de queijo de vez em quando. Também comecei a fazer minha própria horta, parando de usar temperos prontos. Dessa forma foi bem fácil diminuir a quantidade de massas e doces que eu comia antes.

E, depois de 1 ano estando no grupo de risco de diabetes, finalmente refiz meus exames e qual foi minha alegria quando meus exames mostraram 87mg de glicose, minha curva deu normal e eu voltei para o grupo de baixo risco de diabetes! Fiquei muito orgulhosa de mim mesma, pra ser bem sincera.

Hoje em dia eu tento comer de forma mais saudável, mas não pensem que sou daquelas que só come comida fit. Eu continuo gostando de comer massa, pizza e continuo viciada em sorvete. Não abri mão de comer o que eu gosto, mas diminui a quantidade de vezes que como esse tipo de coisa. Alem disso, algumas receitas eu consigo adaptar para ficarem mais saudáveis, como o hambúrguer. Ao invés de comer sempre no Burguer King ou no McDonalds, eu faco um hambúrguer caseiro no forno, com batatas ao murro ou assadas ao invés de fritas. Fica muito gostoso e é bem mais saudável.

Imagem: Pinterest

Imagem: Pinterest

Ainda, as frutas voltaram para a minha vida. Eu adoro frutas, mas por algum motivo aqui em casa elas estragavam muito rápido (e não era, necessariamente, porque demorávamos para comer), então fui atras de saber o que estava fazendo de errado e logo descobri. Primeiro eu armazenava as frutas de forma errada, o que fazia com que elas estragassem bem mais rápido, e o lugar em que eu comprava também não tinha frutas de tao boa qualidade, geralmente eram frutas e legumes mais velhos. Alem disso, peguei outras dicas para conseguir consumir mais frutas e não deixar que elas estragassem, caso eu não consumisse. Para isso, eu precisei pensar no porque eu não estava comendo as frutas. No meu caso, era bem simples: eu não gosto de comer fruta com casca e não gosto de comer, por exemplo, uma pera tendo que morder, sabem? Eu sou meio chata mesmo. Então na sexta feira, quando cheguei da feira, ja lavei, descasquei e piquei todas as frutas que eu ia comer, alem disso, piquei algumas bananas e congelei, pois elas estragam bem rápido e não queria jogar nada no lixo. Deu certo! Estou comendo fruta todos os dias no lugar de doce e usei as bananas congeladas para fazer sorvete!

Tenho pesquisado bastante sobre comida fit e tentando inserir algumas receitas no meu dia a dia. Acredito que da pra casar o gostoso com o saudável sim. Eu não vou abrir mão de comer uma massa ou um chocolatinho quando eu estiver com vontade, eu só não posso deixar que essa vontade saia dos limites e eu volte a ter uma alimentação tao pobre quanto eu tinha antes.

E, gente, acreditem: com o tempo tudo fica mais fácil. Hoje em dia se eu comer muita fritura, por exemplo, é certeza absoluta que eu vou passar muito, muito mal depois e, se eu não comer legumes pelo menos de vez em quando, eu vou sentir falta. Seu corpo realmente se acostuma as mudanças de alimentação. E agradece muito!

Ate a próxima!

fernanda

Anúncios

3 comentários sobre “Por uma rotina mais saudável

  1. Ginecologistas e suas terriveis notícias. Fui esta semana na minha para dar início ao nosso planejamento familiar e ela me animou bastante dizendo que estou com sobrepeso, e assim não poderia engravidar tão cedo, me aconselhando perder de 5 a 12 kg antes de iniciar os procedimentos para suplementação, parar a pílula e por ai vai, então, lá vai eu ter que fazer duas coisas que não são habituais, controlar a alimentação e fazer exercícios físicos. Sempre comi de tudo, tudo mesmo, desde uma bela salada de quiabo com brócolis a salgados fritos de toda qualidade, nunca tive frescura, mas esse tudo era uma bagunça e desde segunda estou sendo mais moderada. Estou mesclando receitas fits com comida gostosa, ontem por exemplo fiz panquecas de aveia com leite de soja, com carne moída e tomates, super sustentou e ficou uma delícia. Tenho também aderido a muitos chás e sucos, sempre gostei de chimarrão e chás em geral, mas não tinha o hábito de tomar durante o dia, e agora estou tomando diversos e tenho sentido a diferença no inchaço, na pele e no ânimo, pois estou pesquisando chás energéticos para o dia, e calmantes para a noite, e tem me ajudado muito. Ser saudável não significa sofrer, e eu estou feliz de estar descobrindo isso. Mas os exercícios está difícil ainda, fazer a “mini faxina” diária já me cansa o suficiente.

    Curtido por 1 pessoa

    • Pois é, Val. Você já está pensando em ter filhos? Eu quero esperar mais uns 3 anos, pelo menos! rs
      Eu não tenho muita facilidade pra engordar, tanto que sempre comi muita besteira e continuo no meu peso ideal (pra ficar com sobrepeso preciso ganhar mais 5kg), mas minha saúde é bem frágil, tenho muitos problemas e acredito que muitos sejam por conta da alimentação e da rotina doida que eu tinha.
      Exercícios físicos pra mim são difíceis também, já que eu tenho síndrome de Hoffa no joelho e não posso fazer exercícios de impacto, ou seja, pra mim só natação ou hidromassagem, o que sai bem caro e não tenho condições financeiras agora.
      E quantos aos chás, nossa, eu amo! Se você quiser me dar umas dicas de chá vou ficar feliz! Eu incho muito fácil e qualquer coisa pra ajudar com isso já é muito válida! 😉

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s